Quem sou eu

eunacasanova1

Este blog é um espaço  para compartilhar minhas estripulias nas palavras – que correm pelas observações líricas, políticas, jornalísticas e incomodadas do cotidiano.

Sou professor da Escola de Comunicações e Artes da USP e do Programa de Pós Graduação de Direitos Humanos e de Mudança Social e Participação Política da USP. Coordeno o CELACC (Centro de Estudos Latino Americanos sobre Cultura e Comunicação) e sou membro do Neinb (Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre o Negro Brasileiro) e do Alterjor (Grupo de Pesquisa de Jornalismo Popular e Alternativo). Pesquiso cultura popular, mídia alternativa e popular, jornalismo e direitos humanos. Sou colunista da Revista Fórum on line: http://revistaforum.com.br/quilombo/

Também sou proprietário da empresa de consultoria “Dikamba – Consultoria e Projetos”  (ver na opção “Consultoria” deste blog).

11 thoughts on “Quem sou eu

  1. Pingback: Os números de 2010 | Blog do Dennis – "Escrevo o que quero"

  2. Lígia Leme diz:

    Olá Dennis!!

    Meu nome é Lígia, tenho 26 anos e sou formada em jornalismo. Encontrei seu blog na net e gostei muito. Me interessei, principalmente, pelo CELACC, que, por ignorância minha, nunca tinha ouvido falar apesar de morar em São Paulo.
    Estou procurando uma pós graduação nessa área e gostaria de saber mais sobre o CELACC, os grupos de estudos e os cursos, mas liguei lá e ninguém me atende. Vc pode me ajudar?

    beijos e obrigada!!

    Lígia

  3. Boa tarde,
    Tudo bem?
    Seu livro Mídia, cultura e violência foi indicado para seleção da pós em Cultura, informação e mídia. No entanto, não encontro em nenhuma lugar para compra. Vc tem alguma indicação onde encontrar? vc vende?

    Obrigado =/

  4. Nilza Iraci Silva diz:

    Oi Dennis,
    Gostaria muito de maiores informações e resultados da importante pesquisa que você fez sobre o negro na mídia.
    Gostaria também de dialogar com você sobre ela.
    Não consegui outra forma de contato.

    Nilza Iraci

    Geledés – Instituto da Mulher Negra
    nilraci@uol.com.br

  5. Roberta diz:

    Olá Dennis, meu nome é Roberta e encontrei seu blog através do site da USP, me formei em Cinema em 2007 e gostaria de fazer a pós, me interessei bastante pelo curso de MIDCULT. Você pode me passar um número de telefone, e-mail, para eu poder contatar e obter as informações necessárias…

    Abs.
    Roberta.

  6. VAMOS DERRUBAR O P.I.G.?

    O Partido da Imprensa Golpista, no bem-humorado neologismo de Paulo Henrique Amorim, tem, históricamente, dedicado-se a defender os interesses do Capital Financeiro ou especulativo e os interesses do Capital Produtivo, frequentemente contrariando os interesses dos comuns dos mortais, como eu que escrevo agora e você que me lê.

    É só pensar na cobertura e preparação oferecidas aos aumentos da SELIC, que remove bilhões do orçamento público de investimentos e os “remaneja” para os detentores de títulos da dívida pública. Ou no silêncio “ensurdecedor” brindado pela “grande imprensa” aos até aqui desastrosos leilões do petróleo brasileiro.

    Para mais informação, sugiro que vocẽ leia “Ensaio Geral” e outros textos publicados em inimigosdedilma.blogspot.com (Em tempo: visitando o blog, você entenderá que este nome não tem nada de hostilidade para com a presidenta, antes muito pelo contrário).

    A idéia é trabalhosa, porém simples: 1o. Tratar de sincronizar um pouco as publicações da blogosfera, em torno de temas reconhecidamente fundamentais. 2o. Entregar conteúdos escolhidos ao maior número possível de sites de entidades e de e-mails de personalidades importantes e de cidadãos comuns. 3o. Trabalhar também com a ajuda de parlamentares que se disponham a tanto. 4o. Trabalhar também com projetos de lei de iniciativa popular, coleta de apoiamentos, etc…

    Nestes primeiros 30 dias a contar de 31 de maio, de forma bastante precária, entregaremos esta mensagem a 10.000 sites de entidades e e-mails de personalidades, o que é muito pouco se ponderarmos o fôlego do concorrente, mas é um início. Haveremos de chegar aos milhões de contatos, com sua ajuda.

    Todo apoio é muito bem-vindo: Mensagens propondo temas a serem divulgados, cadastros de e-mails confiáveis, recursos financeiros para construir um site mais compatível, contratar pessoas para trabalhar, promover atividades fora da web.

    Em inimigosdedilma.blogspot.com , você encontrará um botão do PagSeguro, através do qual qualquer quantia poderá ser doada ao projeto, ao tempo em que fica um cadastro do doador, para facilitar contatos futuros.Claro que você também pode cadastrar-se mediante um simples e-mail.

    Vamos juntos afirmar nossa cidadania, aperfeiçoar a democracia brasileira e acabar com a ditadura midiática!

  7. Dennis, eu estou preocupado. Há 40 anos eu fui seduzido pela ideia socialista, disseram-me que o racismo tinha origem no capitalismo, e que quando este fosse derrocado que não haveria mais discriminações, de forma alguma. Pode ser que fui ingênuo, mas não havia como contestar isso, era uma questão de diálogo, eu sei, mas não havia como refutá-lo. Mas, acontece que hoje o discurso não mudou as pessoas, ou pelo menos parte dela, continua a insistir no mesmo argumento, talvez por falta de alternativa.

    Eu tenho um projeto, o Memorial da Escravatura Negra nas Américas, que acredito que possa mudar a história contemporânea, e a nosso favor, tenho também o discurso concernente, o problema é fazer a ideia vingar, porém, ninguém parece interessado, mas também não oferece alternativa, e alguém tem que fazer alguma coisa, pois que a mesma esta fácil demais para os brancos, que continuam dando as cartas e jogando de mão… E errando demais. Consigo mesmos e com o restante do mundo.

  8. Gustavo Noronha diz:

    Colocações sobre Leis de Incentivo: Qual e sentido atual destas Lei que só valorizam o Capital Cultural dominante em detrimento dos novos talentos. E crua os “ATRAVESSADORES E LARANJAS” culturais? O que a USO E O CELACC pensam sobre isso? Que tipo de Gestor estão sendo formados? O “Gestor das Comissões” de elaboração e captação nas “máfias” de Fundações e Empresas ou o verdadeiro Gestor Cultural que tem intima ligação com o seu produto cultural, aqui no caso o artista e sua obra no contexto social? Qual o posicionamento da USP sobre estes “profissionais”.
    Parabéns pelo CELACC e obrigado pela oportunidade de debate.
    Segue alguns links:
    “(…) O atravessador se beneficia dos calabouços burocráticos da Lei de Incentivo à Cultura para aumentar a influência de quem já tem influência, a meia dúzia que se beneficia pela Lei Rouanet fica cada vez mais meia duzia.(…)
    A Lei Rouanet além de privilegiar o mercado de cultura do sudeste (em detrimento das outras regiões), beneficia Fundações que foram criadas para serem bancadas pelo Estado e ficar fazendo pose de beneméritas.(…)
    A Lei Rouanet só beneficia artistas consagrados e produções de forte impacto midiático, as empresas que usam 100% de dinheiro público em reforma de renuncia, a utilizam como braço cultural do departamento de marketing.(…)
    O Estado (com dinheiro do contribuinte) paga para as empresas fazerem marketing e posarem de mecenas bonzinhos, assim fica reforçado do discurso do Estado ineficiente e iniciativa privada excelente gestora.

    http://klaxonsbc.com/2014/11/08/chega-de-lei-rouanet/

    LARANJAS CULTURAIS

    “É incompreensível que a classe artística e cultural fique inerte diante da vergonhosa prática adotada, a qual denominamos de “LARANJAS CULTURAIS”. Não é possível compreender como ela ainda não percebeu que, fora os valores materiais roubados do contribuinte, a fraude instalada no sistema de incentivos fiscais para produções artísticas e culturais está criando uma desconfiança geral entre os patrocinadores sérios – aqueles que não pertencem à categoria de cupinchas instalados no “CONSELHO”, que usam diversos “LARANJAS” para se apossar das verbas destinadas ao desenvolvimento de projetos culturais.(…)”

    http://www.nortaonoticias.com.br/blog/ler.php?id=52822

    “(…) As leis de incentivo estão matando a cultura. Elas criaram, ao longo dos anos, uma casta de atravessadores, verdadeiros laranjas, que dominam a burocracia e os canais de acesso às grandes empresas (…). ”

    http://www.brasildefato.com.br/node/29899

Deixar uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Alterar )

Connecting to %s